Participar de um programa de aceleração ainda no começo da sua startup é uma forma de impulsionar os negócios. Para as empresas que querem crescer e se desenvolver, a oportunidade funciona como um fator decisivo.

Entretanto, você sabe como funciona para aqueles negócios que já estão há algum tempo no mercado? Essa é uma dúvida comum sobre aceleração para startups maduras.

Ainda que o negócio já esteja em fase de desenvolvimento, é possível participar de tal processo. No entanto, para isso, é preciso ter atenção ao funcionamento desse processo. Para entender melhor, continue a leitura!

Como é a aceleração para startup madura?

As aceleradoras funcionam como uma espécie de incubadoras de empresas. Basicamente, elas têm a função de apoiar financeiramente, estabelecer um trabalho de consultoria e de treinamento, assim como promover ações que auxiliem a empresa em questão de agilizar o seu crescimento.

Comumente, associamos a aceleração de startups a programas estratégicos promovidos junto de startups que estão no início de suas operações. Logo, uma rede de apoio é formada por mentores, executivos e gestores, que direcionam o negócio a um crescimento rápido e lucrativo.

Isso também funciona para as startups maduras. Para elas, as aceleradoras proporcionam uma troca de know-how e promovem o compartilhamento de ideias, o que é de grande valia em um mercado volátil e em expansão como o atual.

Quais são as etapas e o tempo de duração do programa?

Uma startup madura já passou por alguns processos que um negócio que ainda está começando ainda não. A primeira diferença é que a startup precisa ter um produto já em desenvolvimento. Nesse sentido, a ideia é que elas participem desse programa a fim de melhorar os produtos/serviços oferecidos por elas.

Inscrição

O primeiro passo para uma startup participar de um programa de aceleração é se inscrever em um processo de alguma aceleradora. De acordo com uma série de critérios, ela definirá se a startup tem o tipo de perfil procurado para participar do processo de desenvolvimento promovido.

Pode ser, por exemplo, uma startup em tração, que já está em funcionamento mas precisa de um investimento em infraestrutura. Isso será analisado pela aceleradora, afinal, ambas precisam ter a compatibilidade de ideais. Inclusive, existem aquelas que selecionam os participantes de acordo com a identificação de potencial para possíveis projetos em conjunto.

Análise da aceleradora

Após a inscrição, a aceleradora, junto de seus mentores, fará um estudo sobre o negócio, a fim de entender o nível de maturidade da startup e em qual fase ela se encontra. Tais profissionais serão os responsáveis por identificar a sinergia dos negócios com a proposta da aceleradora.

Ademais, cabe a eles estudar as propostas de avanço dessas startups e se elas são compatíveis com o que a aceleradora se propõe a oferecer. Isso inclui uma série de fatores, como o alinhamento dos investimentos, tipos de aportes oferecidos e trocas que beneficiarão ambas as partes.

Seleção

Depois que toda a análise é feita, as startups escolhidas recebem a aprovação para um bate-papo com a aceleradora, enquanto as que não foram selecionadas recebem um feedback. Um negócio já maduro deve ter como principal objetivo o crescimento e é justamente essa atenção que deve ser dada na conversa com a aceleradora.

É importante que ela conheça bem as limitações do seu produto e o seu processo de operação, afinal, o momento de seleção é precedido da fase de escalabilidade. É justamente nessa etapa que será possível reconhecer a maturidade em relação às projeções de negócio e escolha de metas realistas.

Falando sobre a duração, o processo acontece durante alguns meses, variando de uma aceleradora para outra. Vale lembrar que algumas aceleradoras não oferecem apenas o investimento financeiro, mas também apoio intelectual às startups — o que nos leva ao próximo tópico, que mostra os principais benefícios da aceleração para startup madura.

Quais são os benefícios da aceleração quando a empresa já está no mercado?

O grande objetivo das aceleradoras é impulsionar o crescimento de uma startup. Ou seja, garantir uma maior velocidade para atingir os objetivos e fazer com que o negócio conquiste maior maturidade e estabilidade. Entretanto, os benefícios não se limitam a isso.

Auxílio na aquisição de investimento

É possível que, em determinado momento, até mesmo uma startup madura fique estagnada e, muitas vezes, isso é associado à falta de recursos financeiros para expandir ou investir no aperfeiçoamento dos produtos/serviços.

A aceleração para startups maduras não necessariamente investirá recursos financeiros nos negócios, mas é certo que ela o colocará em contato com investidores que poderão fazer isso pela empresa. Consequentemente, fica mais fácil encontrar aporte, inclusive a mais do que o esperado.

Direcionamento estratégico

Ter uma startup já em funcionamento não significa, necessariamente, contar com as melhores estratégias. O fato de participar de um programa de aceleração possibilita o acesso a mentorias, o que é uma poderosa ferramenta de suporte para negócios.

Contar com os ensinamentos de profissionais experientes o ajudará a impulsionar o plano de ação e melhorar os pontos fortes da sua startup, sem contar com o fato de que muitos deles ainda o farão pensar nas fraquezas, a fim de suprimi-las e ter um negócio que cresça de maneira sustentável.

Fomento do networking

O ambiente da aceleradora é propício a uma das maiores estratégias de mercado da atualidade: o fomento do networking. O contato com outras startups, mesmo com aquelas com potencial de concorrência, é bastante enriquecedor para a sua experiência.

Nesse ambiente é possível fechar parcerias, compartilhar conhecimentos e até conseguir futuras oportunidades de negócio. Portanto, para uma startup experiente e que deseja se manter atual no mercado, participar de um processo de aceleração pode ser de grande valia.

Pensando em criar um ambiente propício ao desenvolvimento, a Oxigênio Aceleradora vem se destacando no mercado de aceleradoras. Com um programa equity free, traz ainda mais liberdade para as startups — afinal, não é preciso trocar um investimento por participação societária. Outro ponto interessante é que o processo se estende a startups em fase de tração, ou seja, que já têm certa maturidade.

Se você quer saber mais sobre a aceleração para startups maduras, entre em contato conosco para entender melhor o programa da Oxigênio!