A acessibilidade nas empresas é um tema cada vez mais debatido e difundido na sociedade. Isso se deve ao aumento da conscientização sobre a necessidade de desenvolver novas culturas de trabalho que estejam pautadas em valores para a promoção da inclusão e dos direitos humanos.

Assim, foi ampliada nos mais diversos setores a procura pela construção de políticas internas que favoreçam o tema e que sejam capazes de aplicar a inclusão de maneira prática na operação e na estrutura física das empresas.

Neste artigo, vamos abordar a importância de implementar ações de acessibilidade nas empresas e como criar espaços adaptados a essa realidade. Vamos apresentar, também, algumas dicas práticas e fáceis de ser implementadas para construção de espaços mais inclusivos. Quer saber mais? Então, acompanhe!

Qual a importância da acessibilidade no mercado corporativo?

Antes de avançar para a parte prática sobre como implementar ações de inclusão, é preciso entender bem como a acessibilidade tem afetado o mercado corporativo. A tecnologia e a inovação, de certa forma, também contribuíram para avanço desse contexto de debate sobre o papel da inclusão.

Recursos tecnológicos têm proporcionado novos olhares sobre questões antes consolidadas, como as metodologias e sistemas de produção já consagrados e vistos anteriormente como imutáveis.

A disrupção tecnológica gera a quebra de paradigmas sobre a forma de organizar o trabalho, impondo novos arranjos produtivos, processos, profissões etc. Com o tempo, essa discussão migrou do âmbito processual, técnico e tecnológico e chegou também para o social.

Dessa forma, cada vez mais, observamos a preocupação das empresas com a implementação de ações inclusivas e de promoção à diversidade. O avanço da legislação sobre o tema também contribui nesse processo.

Hoje, por lei, as empresas com mais de 100 funcionários estão obrigadas a reservar pelo menos entre 2% a 5% das suas vagas para a promoção de políticas inclusivas, como contratação e treinamento de pessoas com necessidades especiais habilitadas ou reabilitadas pela previdência social.

Outro fator importante é a mudança evidente no comportamento de compra dos consumidores. Cada vez mais, estão presentes entre os critérios considerados relevantes para a avaliação e tomada de decisão de compra, itens como a preocupação da empresa com a diversidade do seu quadro de funcionários.

Também, o impacto social e ambiental que suas ações geram na comunidade e o apoio prático que a organização confere a essas pautas, tanto de forma interna como externa. Sendo assim, a percepção da sua empresa no mercado também é afetada pela importância dedicada à acessibilidade, configurando além de uma obrigação, um diferencial competitivo que pode e deve ser trabalhado.

Como planejar o espaço da empresa para a acessibilidade?

A seguir, vamos conhecer 4 dicas práticas para a promoção da diversidade e inclusão nas empresas. Algumas dessas sugestões podem, inicialmente, passar batidas pelos gestores ao considerar o assunto, pois realmente podem não ser tão óbvias.

Por isso, é preciso atenção na avaliação detalhada sobre quais os itens da estrutura física e processual podem ser aprimorados visando à promoção da acessibilidade nas empresas. Confira.

1. Planeje os detalhes além do trabalho

Ao desenvolver a acessibilidade nas empresas, não basta considerar apenas os aspectos produtivos, ou relacionados ao trabalho direto das pessoas com necessidades especiais. É preciso, também, levar em conta tudo o que circunda as suas atividades produtivas.

Portanto, certifique-se de que cada item envolvido no trabalho do colaborador esteja em conformidade com as suas capacidades. Entre eles:

  • acesso aos ambientes de repouso;
  • adaptação dos banheiros;
  • ajuste da altura de itens corriqueiros, como interruptores, tomadas e relógio de ponto;
  • disposição do layout mobiliário para garantir eficiência da área de circulação;
  • sinalização em Braille de áreas comuns;
  • elevadores com comandos de voz e muitos outros, conforme a necessidade de cada empresa.

2. Invista em mobiliários adaptados

Oferecer mesas com tampos mais altos é essencial para os indivíduos que se locomovem com o auxílio de cadeiras de rodas. Mesas elevadas permitem que a cadeira de rodas se encaixe na estação de trabalho, tornando mais simples a circulação entre os espaços da empresa.

A ergonomia desses itens também é um fator relevante, uma vez que os membros superiores não precisam se curvar para a realização das atividades. Isso confere mais qualidade de vida no dia a dia do desempenho das suas funções.

3. Ofereça vagas de estacionamento especial

As ações de acessibilidade devem ser planejadas levando em conta desde o acesso inicial do colaborador PCD até a sua saída da empresa. É comum que muitos desses colaboradores tenham veículos adaptados, que demandam um espaço maior de manobra para a movimentação de cadeiras de rodas, por exemplo.

Sendo assim, disponibilize vagas destinadas, especificamente, aos colaboradores com necessidades especiais e que também estejam mais próximas ao hall de entrada do prédio, fábrica ou escritório, com o intuito de facilitar a sua rotina diária.

4. Treine e capacite todos os funcionários

A capacitação de todos os colaboradores é essencial para garantir a eficácia das políticas de inclusão e acessibilidade. Afinal, muitos podem não ter experiência em lidar com situações de trabalho com os colegas PCD.

Assim, é importante,promover cursos, palestras e treinamento para disseminação das boas práticas e uniformização dos valores e comportamentos desejados, como a comunicação por Libras (Linguagem Brasileira de Sinais).

Quais os benefícios de um espaço adaptado?

Como podemos observar até aqui, promover ambientes de acolhimento para pessoas portadoras de necessidades especiais é essencial para garantir a diversidade na empresa. Além do aumento da qualidade de vida no trabalho, proporcionado ao colaborador PCD, podemos destacar outros benefícios e o impacto direto na empresa ao incorporar políticas de fomento nesse sentido.

A melhora do clima organizacional causado pelo aumento da diversidade torna o ambiente muito mais acolhedor e compreensivo. Isso contribui para redução da tensão, da urgência e da competição, que são típicas do ambiente corporativo.

Agindo dessa forma, além de conseguir uma maior eficiência operacional, a empresa também consegue atrair e reter colaboradores mais produtivos e motivados, além de considerar o acesso a clientes e fornecedores com necessidades especiais. Essas são as principais vantagens de criar espaços orientados para a acessibilidade.

E então, gostou do artigo? Agora que você já conhece a importância e os meios disponíveis para implementar a acessibilidade nas empresas, recomendamos que assine a nossa newsletter para continuar a receber conteúdos semelhantes, capazes de agregar valor ao desenvolvimento do seu negócio.