Começar um negócio próprio não é uma tarefa simples, especialmente quando falamos em um cenário econômico pouco propício, por exemplo, para receber grandes investimentos dentro do Brasil. Crescer com recursos limitados não é fácil e aplicar o bootstrapping na sua startup exige um planejamento muito preciso e eficiente.

Por mais difícil que seja o processo, é possível alcançar o sucesso mesmo sem muitos investimentos externos. Apesar dos desafios a serem enfrentados nessa caminhada, você não pode limitar o seu negócio. Afinal, uma das vantagens da transformação digital é justamente a possibilidade de depender menos dos outros e mais das suas habilidades.

Que tal, então, saber mais sobre o que é bootstrapping e como colocar esse conceito em prática dentro da sua organização? Continue a leitura deste artigo para entender melhor quais são os desafios a serem enfrentados e quais ações são fundamentais para o sucesso dessa estratégia. Confira!

O que é bootstrapping?

Mas, na prática, o que significa bootstrapping? Qualquer negócio que decida trabalhar apenas com uma quantia de recursos limitada e não conte com a ajuda de investidores externos. Ou seja, quem empreende por conta própria, contando apenas com os seus recursos para desenvolver um produto, serviço e/ou uma solução.

A partir das próprias economias e o lucro proveniente dos primeiros clientes, é possível ter sucesso e, quando isso acontece, esse processo é denominado bootstrapping. O nome faz referência a uma expressão do século XIX: “pulling up by one’s own bootstraps” — que, em português, significa “se puxar com as alças das próprias botas”.

A ideia é de uma ação impossível de ser colocada em prática e, no mercado atual — especialmente com o empreendedorismo —, ganhou a conotação de algum negócio que é criado sem o suporte externo. Nessa situação, abordagens como Bullseye Framework se tornam essenciais, acelerando o processo de crescimento, focando na atração rápida de clientes.

Outra metodologia que faz parte de qualquer estratégia eficiente de bootstrapping é o blitzscaling, que foca sempre no próximo passo a ser tomado. A ideia também é acelerar os processos de crescimento, tomando atitudes certeiras e precisas, evitando desperdícios e tirando o máximo de cada recurso disponível.

Ou seja, na prática, se encaixa exatamente no conceito de bootstrapping: tentar fazer o máximo com os recursos limitados disponíveis. Portanto, apesar de a metodologia gerar inúmeros benefícios para uma startup, não é uma tarefa tão simples alavancar o seu negócio sem contar com investimentos externos.

Como alavancar um negócio sem investimento?

Para que você não fique travado nesse problema e consiga alavancar e gerar novos negócios, listamos algumas práticas importantes que precisam ser aplicadas para ter sucesso mesmo sem grandes investimentos. Confira!

Usar somente dinheiro do caixa

Abrir mão de investimentos externos implica diretamente na necessidade de utilizar somente os recursos disponíveis em caixa para investir no seu negócio. Portanto, se você quer que a sua startup se desenvolva sem a necessidade de acionistas e/ou investidores, é importante não comprometer o caixa e utilizar somente aquilo que está disponível.

Investir em cultura

A cultura dentro do seu negócio também deve ser muito forte. Afinal, é preciso acreditar em um propósito e garantir que todos ali estejam na mesma página em relação aos objetivos e metas a serem alcançados. Com uma cultura forte, a tendência é que problemas como a falta de recursos sejam superados, por exemplo.

Quais ações colocar em prática para ter sucesso com bootstrapping?

Outras ações também devem ser pensadas para que o trabalho sem investidores externos funcione adequadamente. Por isso, listamos algumas dicas que são essenciais para que o seu negócio cresça mesmo sem o investimento de terceiros.

Contrate apenas o essencial

Ao entrar um sistema de bootstrapping, qualquer recurso disponível é fundamental e pode fazer falta lá na frente, certo? Por isso, contrate apenas os serviços essenciais para o sucesso da sua startup e seja preciso nas suas decisões. Para criar um site, por exemplo, aposte em ferramentas gratuitas e eficientes, como o WordPress.

Dessa forma, você garante que ações, ferramentas e situações que exijam uma injeção de recursos sejam completadas corretamente. Economizar nos lugares certos permite que você tenha dinheiro em caixa para aquelas funções mais urgentes e fundamentais para o funcionamento do seu negócio.

Use coworkings

A utilização de coworkings é um diferencial no trabalho de bootstrapping, principalmente para aquelas empresas que ainda contam com um pequeno número de funcionários. Qual o sentido de investir em um espaço exclusivo para a sua empresa se você consegue encontrar soluções mais baratas e tão eficientes? O coworking é uma excelente saída!

Pense simples

A mentalidade nesse momento também é muito importante dentro do bootstrapping, é o diferencial para ter sucesso. Ao adotar essa metodologia de trabalho, você precisa pensar simples, ou seja, facilitar e simplificar suas ações. O foco deve exclusivamente no serviço e/ou produto oferecido ao cliente, fazendo o máximo para crescer o seu negócio.

Qual a função dos programas de aceleração sem investimento?

Para crescer a sua startup, não é preciso receber um aporte financeiro — como corporate venture — e fica ainda mais simples ao participar de um programa de aceleração sem investimento, por exemplo. Com profissionais experientes no mercado e que podem auxiliar o seu negócio em busca da expansão.

O foco nesse modelo de aceleração é justamente no fornecimento de mentoria, networking e possibilidade de novos negócios. Afinal, uma startup não vive apenas de dinheiro e esses outros conceitos são tão importantes para o crescimento do seu negócio, especialmente dentro do bootstrapping.

Apesar de ser um processo complexo, o bootstrapping pode ser a solução para o sucesso do seu empreendimento. Afinal, depender menos de fatores externos para alcançar melhores resultados pode ser positivo também, certo? Adotando as práticas corretas, é possível otimizar o desempenho da sua startup mesmo com recursos limitados.

Como o bootstrapping não é simples de ser aplicado e muitas vezes não é possível atrair tantos investimentos, existem outras soluções que podem auxiliar a sua startup durante esse processo. Então confira o nosso artigo e descubra se vale a pena participar de um programa de aceleração sem investimento ou não.