A cultura organizacional é todo o conjunto de relações que se estabelecem entre os funcionários e também entre a empresa e o mercado. Mas você sabe o que é o código de cultura?

Esse documento é um importante parâmetro para nortear a tomada de decisões no contexto organizacional. Quer aprender mais sobre ele e entender como implementá-lo na sua empresa? Então, continue a leitura!

Na prática, o que é um código de cultura?

A cultura está em todas as atividades humanas e em todos os ambientes onde a interação humana acontece, incluindo uma empresa. Quando a organização não estabelece qual é o seu código de cultura, ela se formará de maneira orgânica — e nem sempre terá os valores que a empresa gostaria de passar em seu ambiente e nos seus negócios.

O código de cultura, então, é o documento que deixa explícita a cultura organizacional. Nele, devem constar os valores, princípios orientadores do trabalho, comportamentos incentivados e os tipos de relações desejados na empresa.

Como funciona um código de cultura?

No dia a dia da empresa, o código de cultura deve funcionar como um balizador da tomada de decisões estratégicas. Isso vale tanto para a forma de fazer negócios, quanto para os modelos de gestão de pessoas e os processos de recrutamento e seleção.

Esse documento, então, será um guia para o comportamento de todos os colaboradores, independentemente do setor ou nível hierárquico. Por exemplo: suponhamos que a sua empresa tenha em seu código a cooperação como um valor fundamental.

Quando o RH for pensar em uma política de premiação para as equipes, essa estratégia não poderá incentivar a competição entre os funcionários. O departamento deverá encontrar uma forma de estimular a produtividade e, ao mesmo tempo, criar um ambiente colaborativo, para se manter fiel ao código de cultura da empresa.

O documento deve ser apresentado a todos os colaboradores no ato da contratação e estar acessível para consulta a qualquer momento dentro da empresa. E, por falar em contratação, o documento também contribui para o processo de escolha de candidatos. Como os valores da empresa estão determinados, fica mais simples encontrar profissionais com o fit cultural apropriado para ocupar uma vaga.

Quais são os impactos?

O estabelecimento de um código de cultura tem impactos bastante significativos para a empresa e também para os funcionários. A seguir, abordaremos cada um dos lados dessa história.

Para os funcionários

Os profissionais veem uma grande diferença desde o momento do processo seletivo. A empresa que tem o seu código cultural estabelecido conduz o seu recrutamento de acordo com os valores expressos no documento. Dessa forma, os candidatos que se identificarem com essa cultura se sentirão acolhidos e terão vontade de fazer parte desse time.

No dia a dia do trabalho, essa diferença se faz ainda mais expressiva. Onde há um código de cultura estabelecido não há espaço para dúvidas, confusões e mal-entendidos. Assim, o estresse do ambiente de trabalho reduz muito, pois as pessoas sabem exatamente o que é esperado delas e quais princípios pautam suas ações.

Outro grande impacto está na motivação. Se o colaborador passou pelo processo seletivo e continua trabalhando na empresa, é porque provavelmente se identifica com os valores praticados. Sentir-se parte de uma comunidade aumenta o engajamento das pessoas e as motiva a contribuir para o crescimento desse grupo.

Para a empresa

Quando a empresa escolhe estabelecer o seu código cultural, o processo de recrutamento e seleção fica mais preciso. Torna-se mais fácil selecionar pessoas que, posteriormente, vão se adaptar ao ambiente da empresa.

Além disso, há o reflexo da motivação gerada para os funcionários. Esse ambiente será propício a uma maior produtividade. Mais satisfeitos, os colaboradores se concentram melhor nas tarefas e têm um rendimento maior.

Sabe aquela história sobre vestir a camisa da empresa? É isso que o código de cultura proporciona. Se o colaborador se identifica com a empresa e compartilha dos seus valores, ele será não apenas mão de obra, mas também um embaixador da organização, contribuindo para o seu crescimento.

Como implementar um código de cultura?

Para que o código de cultura tenha uma boa adesão por parte dos funcionários, é importante envolvê-los na criação. Vamos, então, a um passo a passo para você elaborar o documento na sua organização.

Peça a opinião dos colaboradores

Uma das formas de envolver os funcionários na elaboração do código é realizando pesquisas. Você pode fazer essa coleta de dados de várias formas. Uma delas são os tradicionais formulários de pesquisa, que podem ser aplicados a todos os funcionários.

Mas você também pode ter outros modelos. Faça, por exemplo, entrevistas em profundidade com os líderes de equipes ou grupos focais com profissionais que sejam muito ativos e envolvidos no dia a dia da empresa.

Analise os dados

Depois de coletar as informações, é hora de analisar o que os dados representam. Tente encontrar padrões entre as falas dos entrevistados, dados recorrentes nos formulários e pontos que se destacaram nas conversas. Então, traduza esses conceitos que aparecem sempre em valores palpáveis. Alguns exemplos são: inovação, honestidade, diversidade etc.

Elabore o documento

Com as informações sistematizadas, é hora de colocar o seu código cultural no papel. Na elaboração do documento, é importante que o tom usado no texto seja coerente com o restante das comunicações da empresa e também com o próprio código.

Se um dos valores identificados foi a seriedade, por exemplo, será incoerente redigir o código usando uma linguagem informal, cheia de gírias. O próprio documento precisa ser um reflexo do que ele representa, então escolha com atenção a linguagem a ser usada.

Faça a divulgação do material

Não adianta muito ter um código de cultura se ele fica fechado em uma gaveta no departamento de RH, certo? Esse documento deve ser de conhecimento geral dentro da empresa.

Portanto, crie uma ação de lançamento do código. Una-se à equipe de marketing e/ou de comunicação interna da empresa e elabore peças interessantes, chamativas e envolventes. Distribua-as pela empresa, de forma física ou virtual — dependendo do que faz mais sentido para a sua estratégia.

Quando bem elaborado, um código de cultura tem a capacidade de engajar os funcionários e criar um clima organizacional positivo e produtivo. Para isso, é necessário que a empresa não apenas saiba, mas também pratique o que está escrito no código e apoie os valores defendidos nele em seu dia a dia.

Gostou do conceito e quer aplicá-lo ao seu negócio? Que tal conhecer também a gestão 4.0? Confira este outro artigo e aprenda sobre essa forma inovadora de gerenciar uma empresa!