O objetivo de qualquer empreendedor é conseguir gerar mais oportunidades de negócios e, consequentemente, ampliar a sua base de clientes, certo? Contudo, até lá existe um longo e complexo caminho a ser percorrido. O primeiro passo é, sem dúvidas, fazer o máximo internamente e, assim, alcançar a eficiência operacional na sua startup.

Afinal, crescer e conseguir mais investimentos não é a tarefa mais complicada, mas sim fazer tudo isso de forma sustentável e produtiva, aproveitando o máximo de cada colaborador, ferramenta ou projeto no seu negócio. Ao atingir a eficiência operacional, todos saem satisfeitos: você, os seus funcionários, os investidores e, é claro, o consumidor.

Que tal, então, se aprofundar nesse conceito tão importante que deve ser valorizado e levado em consideração dentro de qualquer startup que busca um crescimento sustentável e duradouro?

Continue a leitura deste artigo para descobrir se o seu negócio alcançou a eficiência operacional e o que fazer para conquistá-la ou mantê-la!

Qual a importância da saúde financeira da sua empresa?

Com tantas responsabilidades dentro da rotina de um administrador, nem sempre é possível conciliar todas as atividades da forma adequada. Muitas vezes, o foco fica apenas na busca por novos clientes e investidores em potencial e, por não se tomar os devidos cuidados, a saúde financeira da startup é deixada de lado.

Porém, é se organizando internamente que se torna possível conquistar o sucesso e, consequentemente, alavancar a sua startup. Aliás, esse é o primeiro passo que deve ser colocado em ação antes de qualquer outro processo, garantindo que a sua organização esteja preparada em todas as frentes para uma mudança de patamar.

Afinal, receber mais recursos e lidar com mais investidores representa uma série de mudanças no funcionamento de qualquer negócio, e dentro de uma startup não é nada diferente. Da cultura até a estrutura da organização, muita coisa é modificada e, por isso, é preciso estar financeiramente preparado para lidar com essas mudanças.

Os conceitos mais modernos de administração, como a Gestão 4.0, por exemplo, explicitam a necessidade de uma organização financeira. Portanto, para alcançar a eficiência operacional, o primeiro passo é garantir a saúde financeira da sua startup, permitindo que ela esteja preparada para crescer mais.

Sua empresa tem eficiência operacional?

A concorrência é cada vez maior no mercado, e o consumidor está mais exigente; por isso, é fundamental aproveitar o máximo dos recursos disponíveis para a sua startup. Evitar desperdícios e conseguir aumentar a produtividade e eficiência das suas ações. Porém, o conceito de eficiência operacional pode parecer um pouco vago, não?

Portanto, para que você entenda melhor o que significa esse termo e saber se a sua empresa é ou não eficiente, vamos explicar melhor o que ele representa. Na prática, a eficiência operacional pode ser determinada pela relação entre o que entra e o que sai da sua startup. Alguns fatores que podem ser considerados:

  • entradas: gastos operacionais, investimentos em equipamentos e soluções, quantidade de funcionários e controle do estoque;
  • saídas: número e satisfação dos consumidores, qualidade dos produtos e/ou serviços e receita.

O ideal é encontrar um cenário em que as saídas são maiores do que as entradas, ou seja, você está conseguindo tirar mais do que está sendo investido e, consequentemente, a eficiência da sua startup é maior. Afinal, você está transformando X recursos em 2X (ou mais) de retorno, ou seja, está produzindo mais do que está consumindo.

Além disso, outras métricas podem ser importantes para fornecer um cenário mais completo e preciso em relação à eficiência do trabalho realizado na sua startup. O Custo de Aquisição do Cliente (CAC) é um exemplo disso, representando quanto é investido, em média, para conseguir atrair um consumidor para o seu negócio.

Outra métrica importante de ser verificada é o Lifetime Value (LTV), que monta um cálculo em que é possível identificar o faturamento que determinado cliente gera (ou gerou) para a startup ao longo de um período estipulado. Esse intervalo pode, inclusive, representar todo o seu relacionamento com a empresa, do primeiro contato até a última venda.

Esses dois conceitos acabam complementando a verificação da eficiência operacional, permitindo que você entenda de fato se o seu negócio está operando de forma produtiva. Ao compreender melhor esse cenário, é possível entrar com ações para alcançar ou, no melhor dos casos, manter essa eficiência.

Como conquistar e manter a eficiência operacional?

Seja para aumentar a eficiência operacional — um trabalho complexo e que deve ser feito regularmente — ou alcançá-la, é fundamental entender alguns pontos antes. Ao pensar nesse conceito, os seus objetivos principais devem ser traçados em longo prazo, afinal, a produtividade não é otimizada de um dia para o outro, e é preciso tempo.

Outro ponto que deve ser levado em consideração é a necessidade de estipular metas a serem alcançadas e questões a serem solucionadas. Quais são as maiores necessidades, falhas e problemas na sua startup, ou seja, o que precisa ser aprimorado? Em seguida, determinar aonde você quer chegar, quais são as suas metas e seus objetivos que devem ser mirados.

O trabalho em busca pela eficiência operacional passa diretamente pelo trabalho analítico, com um estudo baseado em evidências e informações concretas. Por isso, é essencial acompanhar cada detalhe dos processos internos em busca de setores e áreas que possam ser aprimorados, identificando potenciais desperdícios ou erros de planejamento.

Além disso, um diferencial pode ser o fortalecimento da cultura da sua startup. Ou seja, fazer com que os seus funcionários também se sintam parte da empresa e estejam sempre em busca dos melhores resultados, não se acomodem e entendam a importância de buscar o melhor aproveitamento dos recursos disponíveis.

A eficiência operacional é, portanto, uma forma de fortalecer a sua startup, criando um diferencial competitivo em um mercado que disputa, cada vez mais, recursos e atenção de consumidores. Aproveitando o máximo dos recursos disponíveis, você garante uma maior produtividade e, consequentemente, os melhores resultados possíveis.

Conseguimos ajudar você a tirar suas dúvidas sobre o que é eficiência operacional e como é importante buscar um aumento na produtividade? Esperamos que sim!

Que tal ficar por dentro de outros assuntos importantes para o sucesso da sua startup? É só assinar a nossa newsletter e receber conteúdos como este diretamente no seu e-mail!