O sonho de grande parte das startups é se tornar o novo unicórnio e dominar o mundo com sua ideia e seu modelo de negócio. Para isso, é necessário extrapolar os limites do próprio país e abrir mercados no exterior. O momento de fazer essa internacionalização de startups pode determinar o sucesso ou fracasso da empreitada.

Portanto, essa é uma decisão que precisa ser tomada de forma cautelosa, levando em consideração diversos aspectos da própria empresa e do entorno. Para quem tem pretensões de abocanhar uma fatia do mercado exterior, este post é um ótimo ponto de partida.

Confira a seguir como tomar uma decisão certeira para a sua startup!

A importância do planejamento estratégico

A internacionalização da empresa é qualquer processo pelo qual ela passa a operar em um mercado estrangeiro. Isso gera inúmeras oportunidades de negócios, além de afetar positivamente a imagem da organização no próprio país de origem.

Mas, como em todas as outras situações, onde há maiores oportunidades, há também maiores riscos. A melhor forma de lidar com eles e tomar decisões conscientes é elaborando um planejamento estratégico. Ele demanda um conhecimento sólido tanto da empresa quanto a respeito do mercado que deseja atingir.

Muitas startups preferem usar ferramentas mais dinâmicas de modelagem de negócios, como o Canvas. Elas são ótimas para quando a empresa se encontra em um momento de mudanças, pois são fáceis de alterar de acordo com as necessidades e a realidade de cada momento.

Toda grande jornada começa com o primeiro passo. Assim, para conquistar o mundo, você precisa iniciar com um país. Cada novo mercado estrangeiro apresenta inúmeras peculiaridades que precisam ser estudadas para garantir o sucesso do plano de internacionalização.

Antes de partir para o novo mercado, é fundamental que o empreendedor tenha um profundo conhecimento sobre as demandas legais do país de destino. As leis de importação e a legislação trabalhista e tributária são dois dos aspectos que influenciarão na atuação da empresa e precisam estar claros para evitar eventuais problemas.

O empreendedor também precisa estar ciente da realidade econômica e financeira da região. A realidade local pode demandar adaptações ao modelo de negócios, a fim de oferecer um produto ou serviço que seja mais adequado ao novo contexto e público. Todos esses aspectos devem estar analisados no planejamento estratégico dessa etapa do negócio.

Programas de incentivo à internacionalização de startups no Brasil

Na última década, o Brasil tem dado cada vez mais atenção às suas pequenas empresas e às startups. Ao longo dos últimos anos, surgiram no mercado diversos serviços para incentivar negócios brasileiros que desejam crescer e se internacionalizar.

Incubadoras, aceleradoras e outros programas auxiliam projetos em diferentes estágios de desenvolvimento a continuarem suas trajetórias de sucesso. Para quem deseja entrar em um mercado estrangeiro, contar com esse tipo de orientação pode ser muito benéfico.

A consultoria de um serviço especializado no desenvolvimento de startups guia a empresa na elaboração do plano estratégico de que falamos anteriormente, aumentando as chances de uma internacionalização bem sucedida.

Fatores a avaliar antes de romper as fronteiras

Concretamente, há alguns aspectos que o empreendedor precisa analisar antes de pegar o avião com a empresa. A seguir vamos explorar alguns deles.

Escalabilidade do negócio

Escalabilidade” é uma das palavras que os empreendedores mais ouvem, e não é à toa. Para um negócio ter tração, ele precisa ter capacidade para atingir um público maior. Essa necessidade torna-se ainda mais intensa se estivermos falando em atingir um mercado estrangeiro.

É importante avaliar se a empresa conseguirá manter as atividades no Brasil e, ainda, replicar seu modelo em outro país. Isso envolve uma grande habilidade de articulação entre as equipes e uma enorme capacidade de coordenação por parte dos gestores.

Capital para investimento

Outro aspecto importantíssimo é o financeiro. A empresa tem recursos para realizar os investimentos necessários para atingir o novo mercado? Em alguns casos, será necessário montar equipes no país de destino, abrir um escritório e até providenciar um novo estoque.

Dependendo do país em questão, é preciso pensar também que todos esses investimentos serão realizados em moeda estrangeira, talvez mais valorizada do que o real. Por isso, pode ser interessante procurar por investidores interessados em participar dessa nova fase da startup.

Educação de mercado

Analisados os dois aspectos anteriores, é hora de pensar no mercado para o qual a empresa está se dirigindo. Esse tipo de serviço já existe por lá ou é algo muito disruptivo?

No primeiro caso, a startup deverá educar o mercado quanto aos seus diferenciais e ao valor que ela entrega para os seus clientes. Já no segundo caso, o desafio é ainda maior, pois a empresa precisará entender a necessidade específica do público estrangeiro e comunicar de que forma seu produto ou serviço ajuda resolver esse problema.

Fatores culturais locais

No processo de internacionalização, é sempre fundamental levar em consideração os aspectos culturais do novo país. A cultura vai afetar todas as etapas de operação da startup, desde a negociação com investidores até a linguagem das campanhas de divulgação dos produtos ou serviços, passando pelas relações trabalhistas.

Algumas diferenças culturais podem fazer com que a startup tenha que adaptar suas operações, seja no nível da produção, distribuição ou até mesmo do produto. É entendendo a cultura do local que a empresa conseguirá manter-se socialmente relevante . Isso vai garantir que ela consiga dialogar com o mercado e que sua entrada no novo país seja bem aceita.

Mesmo em países que falam a mesma língua, as culturas podem ser muito diferentes. Não desprezar os fatores culturais locais e as temáticas globais em voga no momento são o caminho para estabelecer uma marca icônica.

A internacionalização de startups é uma etapa tanto fascinante quanto desafiadora da jornada empreendedora. Ao mesmo tempo que ela é necessária para o crescimento da empresa, não deve ser feita antes que todos os fatores tenham sido muito bem ponderados e os riscos, calculados. Feito tudo isso, basta apenas topar mais essa aventura e se divertir no processo, pois as descobertas certamente serão incríveis!

Agora que você já sabe um pouco mais sobre este assunto, que tal entender como identificar uma oportunidade de negócios? Leia nosso post e veja se você está aproveitando bem as suas chances!

Powered by Rock Convert