Quem dá início a uma startup procura sempre trazer algo diferente, interessante e realmente útil para a sociedade, certo? Mas, por mais que o negócio tenha uma ideia incrível e grande potencial para crescer no mercado, é normal que haja algum fator que precise ser mais amadurecido. Por isso, contar com a mentoria para startups é uma ótima solução.

Mas, o que é isso? A mentoria nada mais é do que um apoio necessário vindo de um profissional experiente no mercado e, melhor, que conhece bem a área em que você pretende atuar. Com esse mentor ou tutor, o seu projeto pode ir mais longe, ter uma visão mais sólida, sem contar em todo o conhecimento que esse profissional passará para a sua startup.

Tudo isso parece ser muito bom, e é mesmo. Quer saber mais sobre a mentoria para startups? Confira, abaixo, tudo o que você precisa conhecer a respeito!

Qual a importância dos mentores para uma startup?

Todo negócio quando está começando precisa de organização e entendimento de mercado para dar certo. No entanto, em uma startup, por exemplo, muitas vezes, os gestores da ideia podem não ter tanto conhecimento sobre como é o mercado em geral, bem como quais caminhos serão necessários para alcançar o sucesso, seja ele a curto ou a longo prazos.

É nesse cenário que a mentoria para startups entra com força total, justamente para mostrar a você os pontos principais do que deve ser feito na caminhada do seu projeto. O mentor, profissional experiente como já dissemos, trocará muitas informações com você e vai procurar entender primeiramente qual o objetivo do negócio.

Feito isso, o passo a passo para a concretização da startup será melhor e com um direcionamento mais eficaz, visando sempre preencher as lacunas em que você não conhece muito bem. Esse mentor pode fazer parte de todos os processos, desde assuntos relacionados às finanças, ao pessoal, à prática da empresa e até no relacionamento com parceiros.

Vale reforçar que a mentoria é, de uma forma geral, uma excelente forma de fazer sua startup crescer com toda a segurança que ela precisa. E é com a ajuda desse profissional que você passará a entender melhor todo o potencial do projeto e quais são as ferramentas necessárias para que tudo dê certo em todos os momentos.

Indo além, o mentor será aquela pessoa em que você poderá confiar bastante, tirando dúvidas e eliminando incertezas em diversos aspectos. Afinal, ele estará ali para, junto a você, montar a melhor estratégia para a startup se desenvolver e ganhar espaço no mercado — e, muitas vezes, ele pode continuar sendo seu braço direito mesmo depois desse processo.

Qual o papel do mentor para uma startup?

O principal papel do mentor é guiar você com toda a experiência que ele tem de mercado. Esse processo pode acontecer no começo do projeto, durante o seu desenvolvimento ou até mesmo na finalização, para ele entrar em prática ou simplesmente durante toda a sua caminhada. A ideia é que o profissional realmente seja um ponto de apoio importante para o seu amadurecimento.

Isso também vale em outros assuntos, como na sua aproximação com outros profissionais que podem fazer o diferencial na sua startup, aumentando seu network e fazendo uma verdadeira ponte entre seus interesses e as pessoas certas do mercado. O mentor tem como um de seus principais objetivos colaborar ativamente no desenvolvimento do seu projeto.

De acordo com o estágio de maturidade da startup, o mentor será um dos principais responsáveis por identificar os problemas que você está enfrentando e propor as melhorias necessárias para que o negócio continue a caminhar da melhor maneira possível.

Como funciona o processo de mentoria na prática?

Segundo Guilherme Massa, co-fundador da Liga Ventures e parceiro no Programa da Oxigênio Aceleradora, “para que você conte com a mentoria para startups é preciso passar por uma avaliação inicial. É nesse momento, por exemplo, que serão identificados o nível de maturidade do negócio, bem como as dificuldades que você vem enfrentando e as principais dúvidas e questionamentos sobre o desenvolvimento do projeto”.

Depois disso, são acionados os mentores que mais tem a ver com o seu momento, para que estreitem laços e comecem o quanto antes a mentoria. O ideal é que nada fique solto, ou seja, a meta é já fechar uma parceria e começar a traçar as primeiras conversas entre ambas as partes.

Vale dizer que nessa hora alguns mentores podem enviar materiais e informações a mais, justamente para unirem o máximo de dados possíveis sobre a sua equipe e, claro, da startup em si. O próximo passo é enxergar a sua experiência e bagagem sobre a área em que pretende atuar, visando entender do negócio por completo e ver como, de fato, ajudar e auxiliar.

E como é feito o contato do mentor? Para Guilherme, “isso pode ser tanto pessoal quanto remotamente, mas é preciso entender que quanto mais frente a frente for, melhor”, finaliza. Lembre-se de que o contato é extremamente importante e, ao mesmo tempo, abre um leque enorme de oportunidades para vocês criarem afinidades e deixarem, literalmente, a conversa fluir sem pressa. No caso de programas de aceleração, a empresa que faz essa conexão entre mentor e startup, depende do empreendedor perpetuar esse relacionamento.

Resumindo: a mentoria para startups funciona meio como uma avaliação médica. Ou seja, tem toda uma investigação de qual é o problema a ser enfrentado, quais são as dificuldades e como o mentor deverá agir para fazer a diferença no seu negócio.

Como a mentoria auxilia no crescimento de uma startup?

Se você está com a sua startup pronta para começar a atuar, seja ainda nos primeiros passos ou seja na fase final para rodar, ter um mentor ajudará bastante o seu projeto em todos os sentidos. Imagine que é esse profissional que vai provocar alguns questionamentos, vai contribuir com perspectivas diferentes e ainda compartilhar diversas informações com você.

Além disso, um dos pontos altos da mentoria é evitar, entre outras coisas, que novos empreendedores, como você, comentam erros já vividos por eles no passado. É aquela regra conhecida: quem tem mais experiência pode ajudar bastante quem está começando, sendo um exemplo claro de várias situações.

Com essas informações sobre mentoria para startups em mãos, o que você acha de contar com esse apoio importantíssimo para o seu negócio? Você não vai se arrepender!

Gostou e ficou interessado? Então, entre em contato conosco para ajudarmos você em todos os processos de desenvolvimento da sua startup!

Powered by Rock Convert