Mais de 3,7 trilhões de dólares: este número representa o valor movimentado no setor de Tecnologia da Informação em 2018 no mundo — um aumento 4,3% em relação à 2017, segundo uma pesquisa da Gartner.

O montante é surpreendente e revela o crescimento do setor, bem como o seu impacto para a economia como um todo. Isso se deu graças a alguns modelos de negócios, como é o caso do SaaS (Software as a Service).

Neste artigo, você entenderá melhor como funciona o SaaS, suas principais características e também conhecerá alguns números do setor. Acompanhe!

O que é um SaaS?

Antes de especificarmos algumas de suas principais características, é interessante conhecer o que é um SaaS e como o modelo de negócio funciona. SaaS é a abreviatura de Software as a Service ou Software como Serviço e, de acordo com esse modelo, o sistema tecnológico não é vendido como um produto, mas sim como um serviço.

Imagine que você tenha um software de gestão de pessoas. Se ele for SaaS, o programa não será instalado, sendo que as suas aplicações serão utilizadas pela internet. Inclusive, um de seus diferenciais é que não é preciso adquirir todas as funcionalidades do programa, pois existe a possibilidade de escolher o serviço desejado.

O SaaS está no mesmo grupo do IaaS (Infrastructure as a Service ou Infraestrutura como Serviço) e também do PaaS (Platform as a Service ou Plataforma como Serviço). É claro que cada uma tem as suas especificidades, mas todas podem ser utilizadas por meio da nuvem, o que é um diferencial do grupo.

Quais são as suas principais características?

Se você tem uma plataforma SaaS ou pretende oferecer esse tipo de serviço, é necessário conhecer as especificidades para poder ter uma oferta mais alinhada ao mercado. Lembre-se de que isso impactará na aceitação do público e também será insumo para futuros aperfeiçoamentos. Confira a seguir quais são os aspectos mais importantes!

Pagamento por uso

É comum pagarmos pela licença de um software a fim de utilizar as suas funcionalidades. No entanto, quando se trata de SaaS, a realidade é diferente. Entre as suas principais características está o fato da cobrança ser baseada no uso. Por ser vendido como serviço, o pagamento é feito por meio de assinatura ou de acordo com os serviços que de fato são utilizados. Como está tudo na nuvem, não é preciso instalar nada em seu computador, por exemplo.

Atualizações feitas pelo fornecedor

Tanto as atualizações quanto as melhorias são de responsabilidade do fornecedor. Logo, o benefício é que não há necessidade de fazer o download toda vez que uma mudança for realizada, o que facilita o dia a dia do consumidor do software.

Todos os upgrades são finalizados na nuvem, assim, a operação não é prejudicada. Isso significa que não há a necessidade de parar o programa, por exemplo, ou ter que substituir uma versão por outra para incluir mais usuários. Afinal, o SaaS já é projetado para um crescimento escalável.

Integração com outros sistemas

Um ponto interessante quando se fala sobre SaaS é que o seu dimensionamento é feito de maneira contínua. Ele varia conforme as necessidades e demandas do cliente e é bom que seja assim, justamente porque o mercado está em constante transformação, então as atualizações são mais do que necessárias.

Tal capacidade está atrelada à personalização. Com um público cada vez mais exigente, as empresas SaaS precisam estar um passo à frente para poder competir no mercado com maior eficácia, portanto, uma série de provedores oferecem a possibilidade de personalização. Para isso, eles oferecem APIs (interfaces de programação de aplicativo) que permitem a integração com aplicativos que já existem.

Imagine um software de publicação em redes sociais. Ele precisa não só das ferramentas de edição e programação dos posts, mas ser integrado aos diferentes canais existentes, para que usuário possa fazer a otimização do seu trabalho.

Acessibilidade remota

O mundo moderno exige que estejamos conectados 24 horas por dia, 7 dias por semana. No entanto, nem sempre é possível carregar todos os equipamentos para fazer nosso trabalho. O SaaS surgiu justamente com a proposta de suprir a necessidade de acessibilidade quando e onde for preciso.

Como o sistema fica hospedado na nuvem, isso permite que ele seja acessado a qualquer momento e de qualquer lugar. Pense naqueles casos em que é preciso lidar com equipes externas ou remotas. Com o SaaS, é possível ter acesso a um computador com internet e fazer todo o trabalho. Isso traz ganhos em mobilidade, mas também em praticidade e eficácia na realização das tarefas.

Como está o mercado de SaaS?

Tantas vantagens também precisam vir acompanhadas de resultados. O mercado de SaaS é um dos mais promissores devido às suas características que estão compatíveis com as demandas do consumo moderno por tecnologias.

O relatório Brazil SaaS Landscape apontou que as startups SaaS do país levam, em média, 2 anos para atingir uma receita recorrente anual de R$1 milhão. A mesma pesquisa mostrou que quase 50% das empresas do tipo estão localizadas em São Paulo, acompanhada por Santa Catarina e Minas Gerais.

Um aspecto curioso apontado pelo documento é que o varejo é o maior consumidor de produtos SaaS, seguido pelo mercado de telecomunicações. E, apesar de estar nos estágios iniciais, a realidade brasileira tem favorecido o desenvolvimento de empresas do tipo.

No mercado mundial, a maturidade das empresas apontam para uma tendência: a tecnologia será cada vez mais essencial e o movimento do mercado tende a ser gigantesco nesse sentido.

Cases de sucesso

A Salesforce, pioneira quando se fala na indústria SaaS, já foi eleita uma das empresas mais inovadoras do mundo pela revista Forbes. Ela nasceu em 1999 com a proposta de oferecer um serviço de gerenciamento de dados por demanda, CRM. Hoje, ela já fatura cerca de 8,39 bilhões de dólares anualmente.

A Netsuite é outro bom exemplo de empresa SaaS. Ela oferece softwares de gestão integrada empresarial, como ERP, CRM, PAS, com foco em pequenas e médias empresas. O faturamento anual também surpreende, chegando aos 741 milhões de dólares.

O modelo de negócios SaaS tem uma série de especificidades, que o tornam um serviço mais complexo, como vimos ao longo do artigo. Ao mesmo tempo, ele se apresenta como uma das maiores promessas de mercado, justamente por atender a demandas específicas da sociedade.

Se você que continuar lendo artigos sobre startups, softwares e outros assuntos ligados à tecnologia, assine a nossa newsletter!