Lindas, encantadoras e capazes de alçar altos voos. Assim como o animal lendário, as startups unicórnio parecem incríveis demais para serem verdade. No entanto, ao contrário do ser mitológico, elas já tiveram sua existência comprovada e habitam o Brasil!

Estamos falando de empresas que começaram pequenas, mas que, com muita criatividade, inovação e resiliência, são capazes de impactar positivamente muitas pessoas. Isso porque suas propostas fogem do tradicional e, talvez por isso, despertam a atenção de investidores que buscam algo único e raro.

Quer entender melhor o que são as startups unicórnio e quais marcas brasileiras fazem parte desse grupo? Acompanhe!

O que são startups unicórnio?

São empresas que chegaram a um valor de mercado de mais de US$1 bilhão com um modelo de negócios escalável e repetível, trabalhando em condições de extrema incerteza. Ou seja, são companhias que funcionam nos mesmos moldes de qualquer outra startup, mas que chegaram a um valuation incomum.

Por isso, sua nomenclatura é justamente inspirada na suposta raridade do animal mitológico. Recebem essa classificação as startups que foram avaliadas acima de US$ 1 bi por uma agência de capital de risco.

Entre os unicórnios mais conhecidos estão Uber, AirBnb, Spotify, SurveyMonkey e Dropbox. Como podemos observar, os aplicativos são seu principal canal de distribuição. Somado a isso, todas inovaram no modelo de negócio, inaugurando novos nichos de mercado.

Quais são as startups brasileiras que já alcançaram esse feito?

Para o nosso orgulho, existem diversas startups unicónio brasileiras que integram o grupo seletivo mundial, sendo avaliadas em mais de US$1 bilhão. Veja, a seguir, quais são elas!

99

Comprada no início de 2018 pela DiDi Chuxing — empresa chinesa que lidera a maior plataforma de transporte móvel do mundo — o aplicativo de transporte é um dos grandes concorrentes da Uber. Hoje, o 99 app também engloba motoristas particulares, mas quem utiliza desde o início pode se lembrar de que tudo começou com os táxis.

Nubank

O Nubank, segunda startup unicórnio brasileira, começou oferecendo um único produto: o primeiro cartão de crédito sem anuidade do Brasil. Assim, ela atraiu a atenção de muita gente e conseguiu ofertar novos serviços.

Entre eles, uma conta digital, na qual o dinheiro rende mais do que em uma poupança. Atualmente, a empresa conquistou permissão para atuar como financeira, podendo até mesmo oferecer empréstimos.

Stone

Em outubro de 2018, ano de sua oferta pública inicial, a Stone já captou US$1,2 bilhão de investimentos, despertando a atenção de entusiastas do mundo todo. A startup é especializada em pagamentos e oferece uma máquina de cartões que chega em até 48 horas no endereço do solicitante. Hoje, a organização tem um valuation na casa dos US$6,7 bilhões.

Arco Educação

A Arco Educação é uma startup brasileira que se especializa em soluções educacionais para a rede privada, oferecendo tecnologia, conteúdo e serviços para mais de 1.100 escolas. A marca é dona de uma plataforma que conta com metodologia própria e se adapta às necessidades dos alunos.

O IPO da startup aconteceu em 2018, tendo uma oferta pública inicial de ações de US$210 milhões na Nasdaq. Hoje, a empresa vale mais de US$2 bilhões.

Movile

Pode ser que você ainda não conheça a Movile, mas certamente já ouviu falar do iFood, certo? Na verdade, a Movile é uma startup unicórnio brasileira que controla não só o iFood, mas também, o Apontador, a Sympla e outras marcas. Com foco em marketplaces móveis, desde março de 2017, a organização tem um valor de mercado acima de US$1 bilhão.

iFood

Falando mais especificamente do iFood, que está entre as startups unicórnio, o setor de alimentação tem se tornado cada vez mais disruptivo. Isso tem ajudado a impulsionar a tração de empresas nesse setor.

Segundo dados divulgados pela da Startupi, o iFood, em 2018, já recebia uma média diária de 390 mil pedidos, o que fez com que a empresa crescesse cerca de 140% ao ano. Outro ponto interessante é que a empresa é maior do que seus concorrentes, um dos motivadores que levaram ao aporte de US$500 milhões.

Gympass

Com aporte do japonês Softbank no início de 2019, a Gympass é o unicórnio brasileiro mais recente. A empresa oferece uma solução inovadora: por meio de um serviços de assinatura, seus usuários têm acesso a diferentes academias de ginástica. Criada em 2012, a marca já atua em mais de dez países e ultrapassa 25 mil academias credenciadas.

PagSeguro

O PagSeguro pertence ao grupo UOL e sua colocação como startup nem sempre é aceita. No entanto, considerando os seus moldes de organização, a empresa ganhou o status de unicórnio logo após a abertura de seu capital na bolsa de valores de Nova Iorque.

O PagSeguro é um case de sucesso de inovação comercial, justamente porque a sua organização de origem passava por uma crise de receita que, a princípio, era constituída pelo jornalismo, UOL. Com a criação do novo negócio, a empresa entrou no ramo de finanças e conseguiu gerar uma grande transformação com pouco tempo de criação.

Além das companhias citadas acima, há outras startups brasileiras que já são ou caminham para ser unicórnios. Alguns exemplos são: PSafe (segurança e tecnologia), GuiaBolso (educação financeira e controle de orçamento), Contabilizei (contabilidade online), Loggi (serviço de entregas) e VivaReal (fintech com foco no setor imobiliário).

Como trilhar o caminho até se tornar unicórnio?

Quando se trata de desenvolver uma startup unicórnio, há duas certezas. A primeira é que esse caminho exige um comprometimento muito acima da média. No entanto, a segunda certeza é que essa é uma conquista possível. Afinal, se outras startups brasileiras já chegaram lá, quem disse que a sua não pode?

Para auxiliar na trajetória até o topo, separamos as principais dicas que você pode utilizar em sua startup. Confira, a seguir.

Aposte em algo ousado

Se o seu objetivo é ter uma startup unicórnio, não basta buscar sobreviver no mercado, é preciso mirar alto. Ideias que parecem absurdas ou ousadas demais para a maioria das pessoas podem ser um caminho para criar algo totalmente inovador.

É claro que você vai ter que se preparar para lidar ainda melhor com a incerteza, mas isso já faz parte do dia a dia das startups.

Adote mudanças

Muitas vezes, o sucesso de uma grande ideia está no desapego. Quem disse que você precisa seguir exatamente seu plano inicial? Pelo contrário, adote mudanças significativas sempre que necessário. Unicórnios não têm medo de pivotar e buscar novas alternativas!

Encontre uma plataforma para expandir seu unicórnio

Canais e mercados tradicionais trazem resultados tradicionais. Para dar à luz um unicórnio, é preciso encontrar uma plataforma capaz de proporcionar alta escalabilidade, acelerando resultados e conquistando taxas de conversão raríssimas. Pense também em como você pode criar barreiras de entrada realmente altas.

Busque investidores

Antes de ir em busca de investidores, é preciso estar preparado para a trilha de funding. Isso porque o processo acontece de maneira contínua, ou seja, é preciso se manter conectado com os potenciais fundos e investidores.

O CEO precisa trabalhar ativamente para mapear as oportunidades, para que quando chegar o momento de captar esses recursos, a empresa esteja de fato preparada para escalar o negócio de acordo com os seus planos de expansão e segundo apresentou aos investidores.

Crie uma cultura de unicórnio

Startups são sempre uma aventura. Isso significa que elas nem sempre chegam a um grande valuation, mas sempre podem gerar inúmeras ideias novas.

Ou seja, na pior das hipóteses, você criará outras soluções que também terão potencial para se tornar unicórnios. Então, o segredo está em desenvolver uma cultura de buscar sempre o melhor resultado, sem medo de inovar.

Como um programa de aceleração de startups pode ajudar?

Antes de uma startup se tornar um unicórnio, ela precisa passar por um processo de amadurecimento do negócio. Para quem ainda está no início da jornada, é comum olhar para outras empresas e se comparar.

Mas vale lembrar que as startups unicórnio iniciaram pequenas, dando um passo de cada vez. Por isso, suas trajetórias servem como uma prova de que é possível chegar longe, começando com os recursos que estão disponíveis hoje.

Aqui, inclusive, vale destacar os programas de aceleração que oferecem todo apoio e suporte para que as startups superem obstáculos e possam evoluir em um menor espaço de tempo. Nesse programa, elas são submetidas a uma metodologia focada em mentorias, mas também em processos de desenvolvimento estratégico, bem como recebe investimentos para alavancar o negócio.

A ideia principal é que a startup crie uma base sólida de conhecimento de mercado e aperfeiçoe as suas operações, a fim de conduzir melhor os seus caminhos e a tomada de decisão. Por isso, é tão importante que o negócio aproveite todas as ações oferecidas dentro dos programas de aceleração.

Essa é uma oportunidade para trocar ideias com profissionais experientes no mercado, mas também, uma maneira de criar networking, que poderá ser bastante proveitoso no futuro.

Para ter uma startup unicórnio, é preciso primeiro um negócio inovador e preparado para enfrentar os desafios que virão com grandes investimentos. Como vimos, boa parte das grandes organizações começam bem pequenas e vão se estruturando ao longo do caminho. Por isso, a participação em um programa de aceleração é tão importante, justamente por ele auxiliar no alinhamento.

Gostou de aprender mais sobre as startups unicórnio e de se inspirar com os exemplos delas? Então, que tal ter acesso a outros conteúdos que o ajudarão a dar os próximos passos? Cadastre seu e-mail na nossa newsletter e receba novos artigos em primeira mão!