A pandemia de Covid-19 surgiu de maneira repentina, provocando impactos enormes não apenas na área de saúde pública, mas também, na economia dos diferentes países por onde passa. A situação é resultado direto das medidas de prevenção adotadas pelos governos locais, com o intuito de reduzir a curva de contaminação e o número de mortos.

Como meio de manter as suas operações e superar esse período desafiador, muitas empresas adotaram o método de trabalho remoto. Sendo assim, o objetivo deste post é conhecermos um pouco mais sobre como é possível agir para gerir pessoas à distância.

Para isso, vamos entender o que o termo significa e como ele passou a ser utilizado como uma alternativa de trabalho inovadora para o enfrentamento da crise atual. Acompanhe!

O que é o modelo de trabalho remoto?

O trabalho remoto é um tipo de ocupação em que as atividades são estruturadas para ser executadas fora do ambiente corporativo comum. Pode ser adotado tanto em um ponto comercial quanto em um escritório.

Graças aos fenômenos conhecidos como transformação digital e gestão 4.0, o trabalho remoto ou teletrabalho já era uma tendência que se expandia em todo o mundo a passos largos, se fazendo presente em empresas dos mais diferentes setores. Com a pandemia, esse processo se intensificou ainda mais.

Isso nos leva a afirmar que já se trata de um modelo universalmente aceito e irreversível para os próximos anos. O trabalho remoto passou a ser mais frequente no Brasil a partir das mudanças criadas na CLT, por ocasião da aprovação da Reforma Trabalhista, em novembro de 2017.

Desde então, formas mais flexíveis de atuação, antes não previstas em lei, passaram a ser consolidadas. A legislação proporciona uma segurança jurídica maior entre as relações patrão e empregado em nosso país.

Agora que temos um conceito mais claro sobre o trabalho remoto e a sua evolução, vamos entender, nos próximos tópicos, um pouco mais sobre os métodos de controle de produtividade e das ferramentas de apoio à gestão.

Quais os desafios e oportunidades da gestão do trabalho remoto?

A adoção do trabalho remoto é motivada, principalmente, pelos seus benefícios e pelas oportunidades que oferecem às empresas. Entre elas, flexibilização de rotinas e melhor eficiência no uso dos recursos humanos e materiais disponíveis, tanto para as empresas tradicionais como na gestão de pessoas para startups.

Entre as oportunidades que podemos destacar estão as facilidades que os softwares de gestão e as ferramentas de apoio ao teletrabalho oferecem para a execução das rotinas e para o monitoramento dos resultados.

Logo, é possível controlar processos de distribuição de tarefas, acompanhar o andamento das atividades e levantar facilmente as métricas e os dados resultantes de indicadores de performance. Tudo isso facilita a observação geral do que é realizado pelos colaboradores e a tomada de decisões gerenciais de maneira mais embasada.

Além das oportunidades, incorporar o teletrabalho também é um grande desafio para todos na empresa, desde os gestores e responsáveis pelos recursos humanos até os demais funcionários.

Boa parte desses desafios são oriundos do fato de que esse modelo de atuação ainda é uma novidade para a maioria das empresas. Sendo assim, o processo de adaptação e familiarização com as novas rotinas leva algum tempo e traz dificuldades naturais e até mesmo esperadas.

Como a gestão de pessoas pode gerir os funcionários remotamente?

Chegou o momento de entendermos como a gestão de pessoas pode gerir os funcionários remotamente. Vamos mostrar como a tecnologia pode ser um excelente auxiliar no processo de controle e gestão do tempo que os gestores realizam sobre seus colaboradores.

O uso de ferramentas digitais é essencial para garantir a continuidade da eficiência na entrega de resultados e a manutenção de um nível de desempenho elevado, mesmo em situações adversas e inusitadas, como a causada pela pandemia. Vejamos alguns exemplos.

Acompanhar informações pelo painel de controle

Os melhores softwares de apoio ao teletrabalho são aqueles que oferecem os mais variados recursos. Entre os mais importantes para os gestores está o painel de controle para registro do ponto digital.

Esse recurso permite a visualização completa e o detalhamento das informações sobre o uso do tempo dos colaboradores. Informações como ponto em aberto, ausências, hora de registro e local de origem são alguns exemplos de dados valiosos para que a gestão de pessoas execute a monitoria do trabalho remoto.

Comunicação entre os times no trabalho remoto

A troca de informações é essencial para desempenhar as tarefas de maneira fluida e eficaz. São mensagens de áudio, texto, arquivos, documentos e outros, como alinhamentos, recebimento de feedback e orientações gerais sobre o trabalho, que são fundamentais para a execução das atividades nas empresas.

Softwares de apoio permitem que os gestores troquem arquivos diversos com a sua equipe, além de conseguir montar salas de reunião virtual e oferecer acesso a documentos para que sejam editados de maneira conjunta.

No final, o mais importante para a escolha sobre qual a solução em registro de ponto e trabalho remoto será adotada é a capacidade da ferramenta de agregar mais valor e eficiência para o fluxo de trabalho.

Monitoramento das horas trabalhadas

Segundo a Lei 13.874, apenas as empresas que tenham mais de 20 funcionários estão obrigadas a controlar a jornada de trabalho. Outras que já atuam com trabalho remoto ou que tenham menos de 20 funcionários podem adotar soluções de registro de ponto como um meio de apoio à gestão e como forma de proteção, frente ao risco de enfrentar processos judiciais em ações trabalhistas.

Implementar o monitoramento das horas trabalhadas é extremamente importante, pois permite traçar metas de desempenho, avaliar a produtividade e gerir todo o tempo da equipe, mesmo a distância. Softwares específicos têm recursos de controle de ponto, além de ser capazes de gerar relatórios completos sobre os registros efetuados.

Então, o que achou do tema do artigo? Sua empresa já incorporou o trabalho remoto em suas operações durante a pandemia? Aproveite para continuar expandindo o seu conhecimento sobre gestão, lendo por que a criação da cultura organizacional é importante para sua startup.